Rua Refinaria Mataripe, 428 – Vila Antonieta – São Paulo – SP

(11) 2253-7690

Associação dos Consultores Assessores e Articuladores Politicos do Estado de São Paulo

Sem assessor político não existe parlamentar!

Psicologia da Louça e analogia com o comportamento humano

Postado em 30 de novembro de 2017

 

Às vezes olhamos para a pia da cozinha e nos deparamos com um “everest” de louça para lavar! Desordenadas, as peças ali, parecem que vão nos engolir. Talheres entre os pratos, copos dentro de panelas…. o espaço é zero! Tudo configurando uma enorme bagunça. O mais comum é pensarmos… “Por onde começar?” e… procrastinar um pouco, até por fim, enfrentar essa grande montanha. Os mais tranquilos largam a bagunça ali mesmo e fingem que ela não está lá. Até perceberem que um odor desagradável tomou conta de toda a casa, ou pior, nasceram bichos ali!
Tem aqueles que fazem à prestação; começam, param, juntam mais algumas peças à pilha de pratos e acabam por limpar a sujeira do café da manhã, almoço e jantar numa única vez e de qualquer jeito; Só para acabar logo com aquela agonia…ou nunca conseguem deixar a pia limpa, pois sempre juntam mais louça antes de concluir a limpeza do que já estava lá.
Os mais práticos concluem que odeiam essa “tarefinha” e se munem de uma lavadora automática, mas ficam perdidos se essa lavadora pifar, pois não aprenderam a lidar com a mínima adversidade e ficam paralisados diante da novidade. Assim são as pessoas na vida! Encaram seus problemas, tal como encaram uma louça! Quem sofre com problemas simples, sofre na mesma proporção com problemas complexos. Resolver um problema é como lavar uma “simples louça” Reúna os pratos e empilhe-os (agrupe seus problemas por tipo)
Coloque os talheres todos juntos em uma panela ou recipiente que permita colocá-los de molho (tenha estratégia para resolver as coisas). Não misture os copos com peças engorduradas (não complique mais a resolução de seus problemas).
Coloque panelas e utensílios grandes sobre o fogão ou sobre a mesa, deixando espaço útil para a execução de seu trabalho. É preciso ver o panorama, coisas grandes podem esconder as pequenas e tornar toda a resolução mais difícil.
Comece pelo mais simples, como os copos que geralmente não estão sujos de gordura. organize-se! Lave os pratos depois , isso encherá seu escorredor e dará impressão de grande avanço!
Faça as tarefas intermediárias e sinta o poder da dopamina em seu corpo.
Livre-se logo dos talheres, são pequenos, mas incomodam pela chatice em lavá-los.
Resolver várias pequenas coisas, gera o bem estar de ter muitas coisas resolvidas!
Por último, lave as coisas grandes. Após passar pelas dificuldades menores, estará pronto (a) para desafios maiores.
Os mais tranquilos não olham para os problemas, até serem quase engolidos por eles!
Os que começam, param; começam, param….dificilmente terminam algo na vida.
Os práticos, alcançam grandes feitos, são proativos, mas não aprendem a solucionar problemas e ficam paralisados diante de um. Então, como devemos lavar a nossa louça?
No momento em que ela suja! Sem pensar muito na dor que isso possa causar.
Organizar as peças e simplesmente fazer sem jamais deixar para depois.Até podemos fazer uso de artifícios que facilitem as nossas vidas, mas é importante saber fazer por nossa conta, para estarmos preparados para qualquer tipo de adversidade. Lembre-se : Nunca durma com louça na pia!
Por: Sabrina Raffaelli

 

Leia Também