Rua Refinaria Mataripe, 428 – Vila Antonieta – São Paulo – SP

(11) 2253-7690

Associação dos Consultores Assessores e Articuladores Politicos do Estado de São Paulo

Sem assessor político não existe parlamentar!

Movimentos sociais, sindicais e estudantis pedem a saída de Temer em atos na Av. Paulista

Postado em 19 de maio de 2017

Movimentos sociais, sindicais e estudantis protestaram contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Avenida Paulista, em São Paulo, nesta quinta-feira (18). Os atos, convocados pelas redes sociais, pediam a saída do presidente e eleições gerais.

Desde as 17h um grupo de pessoas ocupava o vão livre do Masp com bandeiras e cartazes contrários ao governo. Depois, os manifestantes caminharam em direção ao escritório da Presidência da República em São Paulo, na esquina com a Rua Augusta. Os dois lados da via chegaram a ficar totalmente interditados. A via foi liberada por volta das 22h, quando o protesto foi encerrado.

Manifestantes na Avenida Paulista pedem saída de Temer (Foto: Glauco Araújo/G1)

Manifestantes na Avenida Paulista pedem saída de Temer (Foto: Glauco Araújo/G1


Manifestantes fazem protesto na Avenida Paulista contra Temer e por eleições diretas (Foto: GloboNews/Reprodução)

Manifestantes fazem protesto na Avenida Paulista contra Temer e por eleições diretas (Foto: GloboNews/Reprodução)

Os protestos foram convocados pela frentes de mobilização Povo Sem Medo e Brasil Popular, que reúnem mais de 30 movimentos sociais e sindicais, dentre eles o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto), e pelo coletivo Não fechem minha escola.

Mais cedo, no Palácio do Planalto, Temer afirmou que não teme delação e que não renunciará. Ele fez um pronunciamento motivado pela delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS.

As delações já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. Nesta quinta, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, autorizou a abertura de inquérito para investigar o presidente.

FONTE: Por G1 SP, São Paulo

Leia Também