Rua Refinaria Mataripe, 428 – Vila Antonieta – São Paulo – SP

(11) 2253-7690

Associação dos Consultores Assessores e Articuladores Politicos do Estado de São Paulo

Sem assessor político não existe parlamentar!

Prefeitura de Guarulhos apóia movimento indígena

Postado em 06 de novembro de 2017

Representando o prefeito Guti, o chefe de Gabinete Jurandir Pereira participou nesta quarta-feira, dia 1º, de uma reunião com líderes indígenas do movimento reivindicatório da Terra Sagrada (aldeia multiétnica Filhos da Terra), uma área próxima ao limite com o traçado do Rodoanel Metropolitano de São Paulo, região do Cabuçu. Representantes das subsecretarias de Igualdade Racial e Comunicação; das secretarias de Assuntos Difusos e de Meio Ambiente (Sema); e da Proguaru também compareceram. Desde sexta-feira (27), cerca de 20 pessoas, entre elas 14 indígenas de diversas etnias, permanecem na região.

Após caminhada pela mata até o local onde está sendo erguida a “Apy”, casa de reza na língua Tupi, o cacique Awá, da etnia Tupi, foi o primeiro a se pronunciar e reivindicou o direito à permanência no local. “Esta é uma luta antiga e sempre nos pedem paciência, mas já é hora de Guarulhos honrar sua história e sua origem. Queremos apenas o direito de viver em paz em uma pequena área de um território que um dia já pertenceu totalmente aos povos indígenas. Não queremos viver em apartamentos. Queremos pisar na terra e criar nossos filhos aqui.”

Resolver a questão de forma amigável e com base legal é a intenção da Prefeitura de Guarulhos, como esclareceu o chefe de gabinete Jurandir Pereira. “Estamos aqui para ajudá-los da melhor forma possível. Nosso primeiro passo será verificar de quem é a posse desta área para depois começarmos um trabalho em conjunto. Agradeço a receptividade com a qual nos receberam e, da mesma forma, as portas da Prefeitura permanecem abertas a vocês”.

Anderson Guimarães, subsecretário de Igualdade Racial, explicou a questão sob o ponto de vista legal. “Não há garantia jurídica quanto à possibilidade de retomada de terra, enquanto não houver estudo antropológico que comprove presença anterior destas etnias na região. Temos a compreensão da exclusão histórica à qual os povos indígenas foram submetidos, porém estamos sujeitos a um código de leis bastante complexo. Nosso papel aqui é de articuladores de uma solução positiva para todos”.

A entrega de documento reivindicatório da Terra Sagrada ao prefeito Guti foi realizada no dia 26 de outubro. Desde o início da atual gestão, a administração municipal tem se mostrado aberta à discussão da causa indígena, bem como à valorização de sua cultura. De acordo com o IBGE, Guarulhos possui cerca de 1,4 mil indígenas.

Neste ano o poder público realizou diversas ações nesse sentido, entre elas o Encontro dos Povos Indígenas, em abril, no Bosque Maia, com a participação de mais de 40 tribos; a regionalização de atenção à saúde dos povos indígenas;  formação de profissionais da Educação para o trabalho da cultura indígena; entre outras iniciativas, conforme determina o Eixo 6 do Plano de Governo que trata da garantia de direitos dos povos historicamente excluídos. Também nesta quarta-feira, uma equipe da Secretaria da Saúde realizou a vacinação de todos os membros da aldeia contra a febre amarela.

Imagens: Fábio Nunes Teixeira / PMG

Fonte : Prefeitura Municipal de Guarulhos

Leia Também